X Fechar
This is an example of a HTML caption with a link.
Fumar maconha deixa pessoa menos atenta e pode reduzir criatividade

Postado por Sem Drogas em 30-10-2016 com nenhum comentário

Resultado de imagem para maconha prejudica cerebroUsuários regulares de cannabis têm menos consciência de seus próprios erros e apresentam dificuldades em realizar atividades criativas, diz um estudo divulgado pela Universidade de Leiden, na Holanda.

 

Para entender os efeitos da maconha, o psicólogo Mikael Kowal realizou experiências com 40 usuários regulares da erva. A pesquisa analisou os efeitos diretos e crônicos da substância em funções relacionadas com a dopamina, tais como o pensamento criativo e a capacidade de reconhecer os próprios erros.

 

Foram comparados os resultados de quem usou uma grande quantidade de cannabis evaporado, do grupo que inalou uma pequena quantidade da substância evaporada e de outras 20 pessoas que inalaram apenas um placebo.

 

O estudo verificou que os usuários de cannabis tinham menor capacidade de participar de um debate, o que é essencial para um processo criativo. Segundo Kowal, isso refuta a crença popular que o consumo da droga deixa a pessoa mais criativa.

 

Além disso, a pesquisa mostrou que os processos cerebrais que envolvem o monitoramento dos erros também não trabalham de forma eficaz. Uma alta dose da substância influencia os processos conscientes e inconscientes de identificar os próprios erros.

 

Mente ativa?

O estudo também indicou que, a longo prazo, o uso da substância interrompe a atividade da dopamina, químico responsável pelo controle de várias funções no cérebro. Os usuários crônicos apresentavam dificuldades em piscar os olhos de forma espontânea, uma indicação da redução do neurotransmissor.

 

Em abril, um estudo na Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, já havia mostrado que o uso constante de maconha poderia prejudicar a produção de dopamina, alterando a região cerebral responsável pela memória, atenção e impulsividade.

 

O próximo passo é verificar os efeitos que a substância tem em diferentes idades e os fatores individuais do uso contínuo da droga. Para Kowal, a pesquisa pode ajudar a montar um programa mais eficiente no tratamento de dependentes químicos.

 

Fonte:UOL

 

 

PRECISA DE AJUDA ?

Ligue: (47) 3371-0178 (horário comercial) | (47) 8808-9169 ou 9234-1746 (plantão)

Dispomos de serviços de resgate 24 horas.

www.clinicaverdevale.com.br


Publicado em: Maconha

Comentar / Ver comentários
Fechar comentários

Comentários

Nenhum comentário ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

AH, É, A MACONHA NÃO FAZ NADA? ENTÃO OLHEM PARA O MEU FILHO!

Postado por Sem Drogas em 30-10-2016 com nenhum comentário

“A maconha destruiu o cérebro do nosso filho e de muitos outros jovens. Eles começaram a fumar ‘baseados’ aos 12, 14 anos, idades em que acontecem grandes mudanças no organismo e na mente, e os neurônios deles foram afetados de modo muito negativo. Não somos só nós, os pais, que dizemos isso, mas também os médicos”.

Continue lendo…

Publicado em: Destaques

Comentar / Ver comentários
Fechar comentários

Comentários

Nenhum comentário ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Califórnia pode liderar fim da proibição à maconha nos EUA

Postado por Sem Drogas em 30-10-2016 com nenhum comentário

No mês que vem, eleitores de cinco estados dos EUA, incluindo a Califórnia, o termômetro nacional, podem ampliar o uso legal e recreativo da maconha a quase um quarto da população americana, uma decisão que pode ser uma das mudanças mais significativas na política de drogas dos EUA desde os anos 1930.

Continue lendo…

Publicado em: Legislação

Comentar / Ver comentários
Fechar comentários

Comentários

Nenhum comentário ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

MODELO FISICULTURISTA CONVIDA CASAL PARA “FESTINHA” E MORRE APÓS OVERDOSE DE ECSTASY

Postado por Sem Drogas em 30-10-2016 com nenhum comentário

Jordan Gratwick, 26, morreu após uma noitada em uma casa noturna em Wintney, Hampshire, na Inglaterra. Da festa, ele seguiu para a casa, juntamente com um casal que havia conhecido na balada, Laima Sinka e Brandon Hersey. Gratwick, segundo tabloide britânico Mirror, havia ingerido uma quantidade exagerada de drogas. Acabou passando mal e morreu. De acordo por exames toxicológicos, uma overdose foi a causa da tragédia 

Jordan Gratwick, 26, morreu após havia ingerido uma quantidade exagerada de drogas.

Jordan Gratwick, 26, morreu após uma noitada em uma casa noturna em Wintney, Hampshire, na Inglaterra. Da festa, ele seguiu para a casa, juntamente com um casal que havia conhecido na balada, Laima Sinka e Brandon Hersey. Gratwick, segundo tabloide britânico Mirror, havia ingerido uma quantidade exagerada de drogas. Acabou passando mal e morreu. De acordo por exames toxicológicos, uma overdose foi a causa da tragédia

 

Fonte: R7

 

 

PRECISA DE AJUDA ?

Ligue: (47) 3371-0178 (horário comercial) | (47) 8808-9169 ou 9234-1746 (plantão)

Dispomos de serviços de resgate 24 horas.

www.clinicaverdevale.com.br


 

 

Publicado em: Família

Comentar / Ver comentários
Fechar comentários

Comentários

Nenhum comentário ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Com apoio brasileiro, Paraguai inicia ofensiva contra lavouras de maconha

Postado por Sem Drogas em 30-10-2016 com nenhum comentário

Operação Aliança foi desencadeada do lado paraguaio da fronteira, onde droga é cultivada no meio de florestas

Agente da Senad recolhe fardos de maconha encontrados em acampamento (Foto: Divulgação/Senad)

Agente da Senad recolhe fardos de maconha encontrados em acampamento (Foto: Divulgação/Senad)

 

Com apoio da Polícia Federal brasileira, a Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai iniciou hoje (28) a 14ª fase da Operação Aliança para destruir lavouras de maconha no Departamento de Amambay, que fica na fronteira com Mato Grosso do Sul.

O trabalho conjunto é comandado pelo promotor de Justiça Hugo Bolpe e envolve a FTC (Força-Tarefa Conjunta) e um helicóptero da Força Aérea do Paraguai.

As ações são feitas pelo ar e por terra, para identificar e destruir lavouras de maconha existentes entre florestas do lado paraguaio, principalmente nas regiões de Pedro Juan Caballero e Capitán Bado.

De acordo com o governo do departamento de Amambay, a operação foi prorrogada por 12 dias para eliminar o maior número possível de roças de maconha e para destruir os acampamentos usados pelos traficantes para embalar a droga.

Nesta sexta-feira o trabalho foi feito na região conhecida como Rosalina, onde foram detectados e eliminados 21 hectares de maconha.

Em um único dia, segundo a Senad, foram tirados de circulação pelo menos 67 toneladas da droga – um prejuízo econômico de dois milhões de dólares para os traficantes.

A Operação Aliança também destruiu 15 acampamentos onde estavam 3.770 kg de maconha picada, 331 kg de maconha prensada e 610 kg de sementes, além de duas prensas de madeira rústica. Todo o material foi queimado.

Fonte: Campo Grande News

 

PRECISA DE AJUDA ?

Ligue: (47) 3371-0178 (horário comercial) | (47) 8808-9169 ou 9234-1746 (plantão)

Dispomos de serviços de resgate 24 horas.

www.clinicaverdevale.com.br


 

 

Publicado em: Legislação

Comentar / Ver comentários
Fechar comentários

Comentários

Nenhum comentário ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Combinação maconha e direção é comum em Porto Alegre

Postado por Sem Drogas em 30-10-2016 com nenhum comentário

Desde abril, o Centro Colaborador em Álcool e Drogas do Hospital de Clínicas de Porto Alegre vem testando quatro equipamentos que identificam o uso de drogas por motoristas por meio da saliva, chamados de drogômetro. O resultado do estudo ainda deve ser confirmado por análise laboratorial, mas já se pode concluir que o uso de drogas combinado ao volante é um problema real na Capital. Continue lendo…

Publicado em: Destaques, Legislação

Comentar / Ver comentários
Fechar comentários

Comentários

Nenhum comentário ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Pai de 53 anos come brownies com cannabis deixados pelos filhos

Postado por Sem Drogas em 22-08-2016 com nenhum comentário

Bolos que o pai ingeriu continham cannabis. Inadvertidamente, sofreu as consequências.

 

Um homem natural do Nebraska, nos Estados Unidos, comeu quatro brownies que os filhos tinham deixado no carro.

PUB

Acontece que os bolos continham cannabis, sem que Michael Gollehon tivesse conhecimento de tal. As desconfianças surgiram algum tempo depois, quando começou a ter um “comportamento estranho”.

“Começou a ficar muito ansioso, arrastava-se pelo chão e chamava nomes ao nosso gato”, contou a mulher à polícia de Omaha ao BuzzFeed News.

Só depois de um dos filhos ter chegado a casa o homem de 53 anos percebeu que tinha ingerido droga.

O norte-americano teve de ser assistido pelos serviços de emergência médica.

 

Fonte: Mundo ao minuto

 

 

PRECISA DE AJUDA ?

Ligue: (47) 3371-0178 (horário comercial) | (47) 8808-9169 ou 9234-1746 (plantão)

Dispomos de serviços de resgate 24 horas.

www.clinicaverdevale.com.br


 

 

Publicado em: Noticias

Comentar / Ver comentários
Fechar comentários

Comentários

Nenhum comentário ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Polícia apreende 400 quilos de maconha que abasteceriam a Grande Florianópolis

Postado por Sem Drogas em 05-08-2016 com nenhum comentário

Três homens presos e 400 quilos de maconha apreendidos que abasteceriam a Grande Florianópolis são o resultado de uma operação conjunta que envolveu as polícias Civil de Santa Catarina e do Paraná na madrugada de terça-feira.

 

A operação aconteceu na cidade de Pitanga, no Paraná, a 400 quilômetros de Cuririba, em resultado a uma investigação de quatro meses de policiais civis da Delegacia de Combate às Drogas (Decod), de Florianópolis.

 

A carga de maconha estava dentro de uma Kombi interceptada pela polícia com os alvos que eram monitorados. Também havia no veículo um quilo de haxixe. Segundo a Decod, foram presos em flagrante Guilherme da Silva Prado, 21 anos, Gilberto Kanzler Burgardt, o GPS, 52 anos e o paraguaio Osvaldo Alvarenga Rios, Chupim, 39 anos.

 

Conforme a Decod, Osvaldo morava em Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul e seria um dos fornecedores de drogas das regiões Sul e Sudeste do Brasil. A reportagem não teve acesso aos presos, que ficaram no Paraná, nem aos seus advogados.

 

 

 

Fonte:

PRECISA DE AJUDA ?

Ligue: (47) 3371-0178 (horário comercial) | (47) 8808-9169 ou 9234-1746 (plantão)

Dispomos de serviços de resgate 24 horas.

www.clinicaverdevale.com.br


 

 

Publicado em: Noticias

Comentar / Ver comentários
Fechar comentários

Comentários

Nenhum comentário ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Ministro promete apoiar Paraguai contra maconha com mais fiscalização

Postado por Sem Drogas em 26-07-2016 com nenhum comentário

Alexandre Moraes ao lado do ministro da Senad do Paraguai (Foto: Leo Veras)
O ministro da Justiça Alexandre de Moraes disse há pouco em Pedro Juan Caballero que o governo brasileiro vai destinar mais recursos ao Departamento de Polícia Federal para ações mais frequentes e efetivas no combate às lavouras de maconha do lado paraguaio. O objetivo, segundo ele, é erradicar a droga ainda na fase de cultivo, “estratégia mais inteligente e eficiente do que combater o comércio no Brasil”

Continue lendo…

Publicado em: Noticias

Comentar / Ver comentários
Fechar comentários

Comentários

Nenhum comentário ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Região que recebe ministro produz 80% da maconha consumida no Brasil

Postado por Sem Drogas em 26-07-2016 com nenhum comentário

Alexandre de Morais acompanha hoje trabalho da polícia paraguaia contra lavouras de maconha na fronteira com MS; há 15 anos país vizinho destrói lavouras, mas cultivo da droga continua crescendo

Policial da Senad corta lavoura de maconha na região de Capitán Bado (Foto: Divulgação)

 

região paraguaia próxima à fronteira com o Brasil, que nesta sexta-feira recebe a visita do ministro da Justiça Alexandre de Morais, produz maconha há pelo menos três décadas e há 15 anos o Paraguai tenta, sem sucesso, acabar com o cultivo da droga, mas a produção só aumenta.

Continue lendo…

Publicado em: Noticias

Comentar / Ver comentários
Fechar comentários

Comentários

Nenhum comentário ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>