X Fechar
Como seria o mundo sem Drogas?

Postado por semdrogas em 04-05-2011 com um comentário

Dra. Andréa Cristina Galastri
Médica Psiquiatra
CRM 10561

Imagine-se em frente a um lago. As águas calmas, paradas. Uma pequena aranha tece sua teia nos juncos. Aves aquáticas deslizam tranqüilamente. Sapos descansam sob as plantas. Peixes circulam atentos em busca de insetos próximos às margens. Imagine que você atira uma pedra no meio do lago. O barulho, o deslocamento da água, a lama que levanta no fundo, as ondas concêntricas na superfície. Os peixes se afastam ligeiros, instintivamente do perigo iminente. As aves se agitam. Os sapos ficam atentos. Os pássaros nas árvores ao redor silenciam por segundos, avaliando os possíveis riscos da súbita agitação. E até a pequena aranha pára em sua teia quando as ondas balançam os juncos, atenta à nova vibração. Sua atitude mexeu com todo o ambiente e com os personagens que dele fazem parte. Imagine o impacto de jogar mais pedra, pedras maiores, mais vezes, muitas de uma vez, sem parar. As águas se tornam turbulentas e lodosas. A quietude termina. As aves voam. Os peixes se afastam, assustados, para o outro lado da lagoa. Os sapos buscam esconderijos mais seguros. Os respingos da água agitada molham a teia, destroem a teia ou derrubam a aranha. Você criou outro ambiente.
Pode lhe parecer igual, mas não é. Suas atitudes e escolhas mexem com seu mundo, com sua vida e com as pessoas ao seu redor. Você pode achar que não, pode não enxergar, não perceber, pode achar que o impacto é pequeno demais, seja ele bom ou mau. Mas há um impacto. E se expande em sua vida, como as ondas no lago.

Usar drogas transforma seu mundo… Como seria um mundo sem drogas? Pare e pense por um instante. Consegue imaginar? São muitos detalhes. É utópico acreditar que tudo seria tranqüilo e perfeito. É claro que os problemas humanos não se resumem à drogas. Mas também é claro, ou deveria ser, que as drogas pioram e criam ainda mais problemas. Cegam. Adoecem. Atrasam. Em todos os níveis.

O usuário solitário, em seu quarto, pode acreditar que está apenas relaxando e aliviando as tensões da vida; “afinal, é só maconha. É só de vez em quando. Compra com seu próprio dinheiro. Não faz mal a ninguém”. Pense melhor: as tensões existem para gerar energia, que deve ser canalizada para busca de soluções. Se anestesiar não soluciona problemas. Você está se enganando. As drogas, incluindo a maconha, geram transformações, em seu corpo e seu cérebro. Você está adoecendo. Sua capacidade de pensar e tomar decisões está alterada, deixando você descuidado ou violento. Você está se arriscando. É muito provável que sua família não saiba o que você está fazendo. Você está enganando as pessoas. Você poderia estar sendo uma pessoa melhor.
O problema vai crescer e transbordar os limites do seu quarto. “Não se pode enganar todos o tempo todo”. Sua família acaba descobrindo. E fica com medo, confusa, culpada, irritada, triste, desgastada, ressentida, desconfiada. E isso atinge você. Você poderia ter uma família melhor.

O usuário de drogas falta mais ao trabalho, comete mais erros e tem mais dificuldade em manter um emprego, prejudicando colegas e empregadores. Usa mais os serviços de saúde e os leitos de hospitais, seja pelas conseqüências diretas do uso ou por se envolver em acidentes, brigas e contrair doenças por comportamento inconseqüente. Além disso, pode envolver outras pessoas em acidentes, brigas ou transmitir doenças, mesmo sem intenção. Você envolve a sociedade nas conseqüências de seu vicio. Você poderia ter uma cidade melhor. Seria muita inocência acreditar que o dinheiro que você perde em drogas vai contribuir para o bem geral. Você está investindo em crimes de todos os tipos, corrupção, armas, conflitos, jogos de poder e violência. E não se engane: você não está no lado mais forte. Mas poderia estar usando sua força. Você poderia ter um mundo melhor.

O problema não é só seu. É de todos. Todo o bosque sofre as repercussões do lago barulhento e cheio de lodo. Mas a responsabilidade é sua. Só você pode parar de jogar pedras. Como seria o SEU mundo sem drogas?

Compartilhar:

Comentários

1 comentário
  1. gbyn

    nao esxiste um mundo sem drogas aprenda conciver com elas nao tiralas de circulaçao !!!proibir nao e a saida!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>